Terça, 12 de dezembro de 201712/12/2017
Contato:(75) 9 9911-5583 E-mail itaberabaemfoco@gmail.com
BAHIA
Após repercussão negativa, ministra baiana desiste de pedir salário de R$ 61 mil
Além da remuneração de R$ 33,7 mil, a ministra tem direito a carro com motorista, viagens com avião da FAB, cartão corporativo e ainda imóvel funcional.
Itaberaba em Foco Itaberaba - BA
Postada em 02/11/2017 ás 20h44
Após repercussão negativa, ministra baiana desiste de pedir salário de R$ 61 mil

Após pedir um salário de R$ 61 mil e comparar seu trabalho ao escravo, a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, resolveu desistir do aumento. 


No documento, Valois alega que, por conta do teto constitucional, que impede qualquer servidor público de receber mais do que um ministro do Supremo Tribunal Federal, seu salário se resume a R$ 33,7 mil. “Sem sombra de dúvidas, se assemelha ao trabalho escravo”, disse.


O pedido da baiana teve uma repercussão negativa e gerou revolta nas redes sociais. Por conta disso, a assessoria do Ministério emitiu uma nota voltando atrás no pedido.


“Considerando o documento sobre a situação remuneratória da ministra Luislinda Valois, o Ministério informa que já foi formulado um requerimento de desistência e arquivamento da solicitação”, falou.


Além da remuneração de R$ 33,7 mil, a ministra tem direito a carro com motorista, viagens com avião da FAB, cartão corporativo e ainda imóvel funcional.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
2.990
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium