domingo, 23 de setembro de 2018
Contato:(75) 9 8834-6881 Zap: (75) 9 9911-5583 E-mail itaberabaemfoco@gmail.com

20º

Min 20º Max 32º

Muito nublado

Itaberaba - BA

às 05:37
Bahia

06/03/2018 ás 17h58

Itaberaba em Foco

Itaberaba / BA

Usinas do Velho Chico podem repassar até R$ 1 bi por ano para revitalização do rio, defende Aleluia.
Aleluia chamou a atenção para o atual estado do rio que vem perdendo vazão e colocando em risco, não só a geração de energia das usinas, mas toda a economia da região.
Usinas do Velho Chico podem repassar até R$ 1 bi por ano para revitalização do rio, defende Aleluia.
Relator do projeto de lei que vai reestruturar a Eletrobras (PL 9463/18), o deputado federal José Carlos Aleluia (Democratas-BA) defendeu o novo modelo, que pode gerar até R$ 1 bilhão por ano para a revitalização do Rio São Francisco e o desenvolvimento do seu vale.

 

Em palestra para a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), nesta segunda-feira (05/03), ele apresentou novas considerações sobre o texto inicial e sua intenção de aprimorá-lo na questão que trata especificamente das nove usinas instaladas sobre o Velho Chico.

 

“O governo havia feito uma oferta inicial de R$ 300 milhões ao ano para o Rio São Francisco. Isso é insuficiente. Minha ideia é criar uma fonte própria desatrelada do orçamento e longe de Brasília. Usar os recursos das usinas do São Francisco para fomentar projetos de desenvolvimento do seu vale e a revitalização do rio”, explicou.

 

Aleluia chamou a atenção para o atual estado do rio que vem perdendo vazão e colocando em risco, não só a geração de energia das usinas, mas toda a economia da região. “É alarmante a queda da vazão do Velho Chico nos últimos anos, de 2.000 m³ para 500 m³. Isso vem se configurando num desastre ecológico e social que precisamos evitar imediatamente”, alertou.

 

Segundo o deputado, há uma sensibilização no Congresso quanto ao problema e o relatório final tem condições de ser aprovado ainda na primeira quinzena de abril. Ele refutou a versão criada por grupos de esquerda de que o país perderia soberania sobre o setor de energia.

 

“Vamos parar de dar bola a essa farsa da esquerda sobre o projeto. A Eletrobras será remodelada, tornando-se uma corporação de capital aberto que vai defender o interesse nacional”, reagiu o parlamentar. De acordo com ele, o governo continuará sendo o principal investidor. “Nenhum parceiro terá mais de 10% de capital votante e o Estado terá no mínimo 30%, além de poderes de veto”, acrescentou.

 

Aleluia descartou a possibilidade de a reestruturação causar o aumento do custo de energia elétrica. “A Eletrobras possui ativos de R$ 171 bilhões, mas o patrimônio financeiro desabou por causa dos equívocos cometidos pelo Governo Dilma e falta de recursos para investir”.

 

De acordo com o deputado, o valor da companhia em bolsa chegou a ser de R$ 8 bilhões. “Só com os movimentos que estamos fazendo chegamos hoje a um patamar de R$ 30 bilhões. Assim estaremos captando recursos para investir sem mexer na conta de luz”, afirmou Aleluia.
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Mais lidas
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium