E-mail

itaberabaemfoco@gmail.com

WhatsApp

Contato:(75) 9 8834-6881

Tragédia

Sobe para 6 o número de mortos no acidente entre ônibus escolar que levava a Fanfarra de Euclides da Cunha e uma carreta na BR-116.

A causa do acidente está sendo investigada.

26/11/2018 13h21
Por: Itaberaba em Foco

Subiu para seis o número de mortos no acidente entre um ônibus escolar e uma carreta na BR-116, no trecho de Santa Bárbara, na manhã de ontem (25). Segundo o Hospital Geral Clériston Andrade, que atendeu 18 pessoas, a sexta vítima, Marcos Silva Brito, morreu no centro cirúrgico. Ele teve diversas fraturas em órgãos importantes.

Também morreram no acidente o motorista da carreta, Eurico Andrade e os integrantes da Fanfarra de Euclides da Cunha, Fernando Andrade Almeida, Jefferson Conceição, Rafael José da Silva e Rodrigo Carvalho da Silva brandão. Marcos também fazia parte da fanfarra. Eles e outros integrantes estavam a caminho de Antônio Cardoso, onde participariam de um festival de bandas e fanfarras, quando sofreram um grave acidente.

O ônibus em que a banda estava colidiu frontalmente com uma carreta que invadiu a pista no sentido oposto. A causa do acidente está sendo investigada.

Feridos: Entre as vítimas que foram socorridas para o HGCA foram identificadas:

Michel Moura dos Santos, 16 anos; Diego da Silva, 28; moradores de Euclides da Cunha, Antônio Roberto Matos de Oliveira, 30, residente em Riachão do Jacuípe; Maurício de Jesus Andrade, 21; Alex Lima de Jesus, 26; Antônio Victor Evangelista, 18; Emerson de Lima dos Anjos, 16; Wagner Oliveira Santos, 18; André Luís Campos, 18; Jobert Dantas da Silva, 18 e Marcelo Andrade Reis, 19 - Seis deles já receberam alta. Foram socorridos para o Hospital Estadual da Criança (HEC): Kaic Reis Brito, 14 anos; Gabriel Barbosa Souza, 15 anos; Ícaro Iglesias Neves Araújo, 12 anos e Henrique Morais Cavalcante, 15 anos, todos naturais de Euclides da Cunha.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Últimas notícias
Mais lidas