Prefeitura em ação

Através de Poços Artesianos, Prefeitura de Itaberaba leva água para comunidades rurais.

Os recursos, para a perfuração de 10 poços, são provenientes de emenda parlamentar, num investimento total de cerca de R$120 mil.

13/07/2019 15h16
Por: Itaberaba em Foco
Fonte: SECOM Itaberaba

A Prefeitura de Itaberaba, através da Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri), em convênio com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), está perfurando Poços Artesianos em quatro localidades da zona rural do município que vão impactar diretamente na melhoria da qualidade de vida de cerca de 600 pessoas que moram nessas localidades.

Os recursos, para a perfuração de 10 poços, são provenientes de emenda parlamentar, num investimento total de cerca de R$120 mil. As localidades foram selecionadas com base no grau de dificuldade que a comunidade enfrenta para ter acesso à água, com prioridade para aquelas mais distantes e de difícil acesso.

Os trabalhos iniciaram na última terça-feira (9), nas localidades de Formosa (região das Duas Irmãs), Lajedo de Cima (entroncamento de Boa vista do Tupim), Martins (região de Santa Helena) e Poço Dantas (região das Cajás).

O prefeito Ricardo Mascarenhas visitou a comunidade do Martins (Santa Helena), acompanhado pelo secretário Fabrício Martinez (Seagri), pelo ouvidor Lucas Hayne, o vereador Gerson Almeida, além do coordenador de Vilas e Povoado, Roosevelt Abreu, para ver de perto o andamento dos trabalhos que vai acabar, de uma vez por todas, com a falta d’água naquela região.

Trabalhamos, desde o início da nossa gestão, para promover o acesso à água para quem vive na zona rural de nosso município, seja através da limpeza de aguadas, com o PROMER, seja com o envio de carros-pipa para as comunidades mais necessitadas. Com a instalação desses poços, vamos promover o acesso dessas comunidades à água, acabando, definitivamente, com este problema”, destacou o prefeito.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Últimas notícias
Mais lidas