Caso New Hit

Tribunal de Justiça mantém condenação de músicos da New Hit acusados por estupro.

Os crimes aconteceram em 2012

20/07/2019 12h52
Por: Itaberaba em Foco

Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) voltou a negar pedido de absolvição dos ex-integrantes da extinta banda New Hit, acusados do estuprar duas adolescentes de 16 anos no município de Ruy Barbosa, na Chapada Diamantina. Os crimes aconteceram em 2012.

A decisão foi assinada pela 2ª vice-presidente da Corte, a desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal. No texto, a magistrada concluiu que o apelo não reunia condições de admissibilidade, e afirma que "a eventual contrariedade" já teve a repercussão geral negada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Oito dos sete músicos implicados no episódio haviam interposto um recurso extraordinário junto a corte Constitucional solicitando a reversão de um acórdão de agosto de 2017 no qual o TJ-BA decidiu manter condenação de dez anos e oito meses de reclusão em regime fechado aos réus. A decisão chancelava entendimento da juíza originária do caso, Márcia Simões Costa, da Vara Criminal de Rui Barbosa. 

O advogado das vítimas, Maurício Freire, diz solicitou a reclusão do dançarino em junho de 2018, três meses depois que todos foram soltos, após cinco meses detidos, por meio de um habeas corpus coletivo. Todos estão em liberdade, desde então, e assim permanecerão, desde que não fujam só poderão ser presos "após o trânsito em julgado do processo", explicou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Últimas notícias
Mais lidas