Ilhéus

Ministério Público pede afastamento de vereador na Bahia acusado de desviar R$ 71 mil.

A ação faz parte das investigações feitas na Operação Xavier, que descobriu uma organização criminosa na Câmara de Vereadores de Ilhéus.

31/07/2019 12h11
Por: Itaberaba em Foco

O Ministério Público da Bahia, pediu o afastamento do vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Ilhéus, Lukas Pinheiro Paiva. A informação foi dada pelo MP nesta terça-feira (30/7). O parlamentar é acusado de desviar mais de R$ 71.898,48 de recursos públicos do parlamento municipal nos anos de 2017 e 2018. 

Os promotores Frank Ferrari e Thomás Brito pediram à Justiça o afastamento de Lukas do cargo de vereador em uma ação civil pública, ajuizada na última segunda-feira (29). Além disso, também foi pedida a indisponibilidade dos bens dos suspeitos, no valor de R$ 215,6 mil, que corresponde ao montante desviado mais multa. 

Além do ex-presidente, outras quatro pessoas foram acusadas pelo MP pelo desvio.

Os promotores afirmam que os envolvidos praticaram improbidade administrativa com enriquecimento ilícito e dano aos cofres públicos a partir do desvio direto de recursos públicos da Casa Legislativa. Segundo o MP, a fraude foi feita por emissão de cheques a destinatários falsos e transferências bancárias de valores “superestimados” de contribuições previdenciárias para as próprias contas. 

No documento, Lukas é apontado como líder do esquema ativo quando ele ocupava a presidência da Câmara.  Os promotores da ação também dizem que o vereador foi um dos maiores beneficiados com a organização. Depósitos suspeitos na conta do parlamentar foram identificados pelo MP. O ex-presidente teria chegado a participar da execução dos pagamentos, assinando cheques idênticos, sendo que um era verdadeiro, e outro, falso.  

A ação faz parte das investigações feitas na Operação Xavier, que descobriu uma organização criminosa na Câmara de Vereadores de Ilhéus.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.