Cabral condenado

Justiça condena Cabral pela 10ª vez e pena chega a quase 216 anos de prisão.

De acordo com a denúncia, Cabral recebeu R$ 16,7 milhões entre 2007 e 2016 das empresas Masan e Milano, repassados por Luca.

31/07/2019 15h19
Por: Itaberaba em Foco

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, condenou, nesta terça-feira, 30, o ex-governador Sérgio Cabral a mais 18 anos de prisão pelo crime de corrupção passiva. É a 10ª condenação de Cabral na primeira instância.

Desta vez, ele foi julgado culpado na Operação Ratatouille, desdobramento da Lava Jato fluminense que trata do pagamento de propina no fornecimento de merenda escolar e alimentação de detentos.

Com mais esta condenação, as penas de Cabral chegam a 215 anos e 11 meses de prisão.

De acordo com a denúncia, Cabral recebeu R$ 16,7 milhões entre 2007 e 2016 das empresas Masan e Milano, repassados por Luca.

As duas empresas obtiveram R$ 2,5 bilhões em contratos na gestão do ex-governador, o que chamou a atenção das autoridades, dando início às investigações.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.