Caso Eva Luana

Padrasto que abusou de jovem desde a infância é condenado a 35 anos de prisão.

Thiago Oliveira teve a prisão preventiva decretada em fevereiro, após o Ministério Público do Estado da Bahia o denunciar à Justiça.

15/08/2019 06h55Atualizado há 3 meses
Por: Itaberaba em Foco

O padrasto da jovem Eva Luana foi condenado a 35 anos e 21 dias de reclusão em regime fechado, pela Justiça.

Thiago Oliveira teve a prisão preventiva decretada em fevereiro, após o Ministério Público do Estado da Bahia o denunciar à Justiça.

Além dos 35 anos de prisão em regime fechado, Thiago foi condenado a mais um ano e três meses de detenção em regime aberto. Ele foi sentenciado pelos crimes de lesão corporal no âmbito da violência doméstica, tortura e estupro de vulnerável, de acordo com a MP-BA.

Aos 13 anos, Eva chegou a denunciar o agressor, mas, segundo ela, foi obrigada a retirar a queixa por ameaças do padrasto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.