Geral AUXÍLIO EMERGENCIAL

Relatório revela que 620 mil pessoas receberam auxílio emergencial irregularmente

O auxílio é destinado apenas para quem está enfrentando dificuldades financeiras durante a pandemia.

29/06/2020 12h03
Por: Itaberaba em Foco
Relatório revela que 620 mil pessoas receberam auxílio emergencial irregularmente

Um levantamento que foi realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) revela que 620 mil pessoas, e até mesmo mortos, receberam o auxílio emergencial do Governo Federal sem ter direito ao benefício. De acordo com o primeiro relatório de acompanhamento de dados, referentes às ações de combate à Covid-19, caso os pagamentos indevidos não sejam suspensos, podem gerar prejuízo estimado em mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

Segundo o relatório, foram pagos cerca de R$ 35,8 bilhões para mais de 50 milhões de beneficiários. Foram identificados 235 mil empresários, que não são microempreendedores individuais (MEIs), e receberam o benefício irregularmente. Além disso, foram pagos 15.850 auxílios para pessoas com renda acima do limite estabelecido pelo programa. Parentes de políticos também estão na lista de beneficiados.

De acordo com o relatório do TCU, há fortes indícios de que 7.046 beneficiários estejam presos e, por este motivo, não teriam direito ao benefício. De acordo com o Ministério da Cidadania, 47,7 mil pessoas que receberam o benefício, mas não se enquadravam nos critérios da lei, devolveram o dinheiro. Sendo assim, retornaram aos cofres públicos R$ 39,6 milhões.

O Ministério informou que já suspendeu o pagamento de 600 mil benefícios por irregularidades. O auxílio é destinado apenas para quem está enfrentando dificuldades financeiras durante a pandemia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.