Geral Sexo

Conheça os acidentes mais comuns no sexo e por que eles acontecem

No sexo existem alguns perigos que podem causar constrangimento, desconforto e até sequelas mais graves

21/11/2020 13h57
Por: Itaberaba em Foco Fonte: Ibahia
Conheça os acidentes mais comuns no sexo e por que eles acontecem

O ato sexual é uma das melhores maneiras para relaxar o corpo e a mente. Porém, no sexo existem alguns perigos que podem causar constrangimento, desconforto e até sequelas mais graves.

Camisinha “perdida” na vagina

De acordo com a ginecologista Cristina Sá, normalmente esse acidente está associado a um erro do uso do preservativo, como uma camisinha mal colocada no pênis e por isso aumenta a chance dela ficar solta na vagina ou estourar devido ao acúmulo do ar no reservatório.  

“Esse acidente é relativamente comum e causa muito pânico para a paciente, porém não oferece risco. Quando o preservativo solta e fica perdido, não existe chance dela entrar no corpo, pode ser retirada pela própria paciente com os dedos ou por um profissional”, Renata Brito. 

Coceira na região íntima

Segundo a ginecologista Renata Britto, a coceira na região íntima, pode acontecer por alguma infecção ou por uma relação sexual com pouca lubrificação. Quando acontecer essa coceira, o correto seria ir no médico para ele avaliar, se foi por lesões no tecido que causou essa coceira, já que essa região tem uma mucosa delicada e até a depilação pode ocasionar irritações. Além disso, em caso de uma infecção a pessoa pode perceber a coceira mais intensa durante o ato sexual.

Vagina assada ou sangramento 

Conforme a ginecologista Cristina Sá, a vagina assada, está relacionada ao excesso de atividade sexual em um curto período de tempo ou uma baixa lubrificação. A baixa lubrificação pode acontecer por falta de desejo pelo parceiro, falta de preliminar ou mesmo por uma atrofia genital. Já o sangramento na relação, pode ter sido provocado por uma fissura devido ressecamento na vagina, uma lesão no colo do útero ou até mesmo por uma alteração endometrial. 

Fratura Peniana

De acordo com o urologista, Ronaldo Barros, a fratura peniana não é um evento tão incomum na emergência urológica e geralmente acontece por um mal posicionamento no momento da  penetração ou por fazer sexo com ereção que não esteja "plena". Com isso, o pênis acabar entrando "meio que dobrado" e pode favorecer a fratura.  O correto é procurar atendimento médico quando isso acontecer. 

Anel Peniano que não sai 

O anel tem como objetivo aumentar ou conter aquele sangue preso no pênis, para fazer com que a ereção seja mais vigorosa, mas é preciso ter cuidado para não usar um objeto muito apertado na base. Se ficar muito apertado, a ginecologista Cristina Sá explicou que pode comprimir a circulação e formar um edema, o que vai dificultar a saída do objetivo, que precisará ser cortado. Em caso de incidente com o anel, o ideal é contar com o auxílio de um especialista para a retirada. 

Torcicolos, cãibras e joelhos ralados 

Segundo a ginecologista Renata Britto, isso acontece por consequência do ato sexual, devido aos hábitos e escolhas de posições. 

Ereção interminável

Conforme o Urologista, isso pode acontecer devido ao 'priapismo', que é quando a ereção prolongada é provocada por algum fator patogênico ou uso de estimulantes e remédios aplicados diretamente no pênis. 

Objetos perdidos no anus

Para a ginecologista Cristina de Sá, esse acidente acontece quando o brinquedo sexual não é apropriado para ser usado na região. O ânus é uma cavidade que não teve um fundo e muitas vezes na hora de se introduzir o objeto ele pode ser ‘sugado’ pelo próprio movimento do intestino e ser difícil de tirar sem a realização de um procedimento cirúrgico. 

Sangue desce no ato 

Para finalizar, a ginecologista Cristina de Sá conta que isso pode acontecer quando há um 'sangramento de laceração de fundo de saco', que é onde a paciente durante o ato sexual, tem um rompimento da vagina. Porém, esse acidente não está necessariamente ligado ao tamanho do pênis, muitas vezes igual ao caso da fratura peniana, ela está relacionada ao mal jeito durante a relação, onde o pênis penetra de uma forma mais profunda podendo sangrar e ás vezes é necessário passar por uma cirurgia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.