Sexta, 18 de Junho de 2021 02:01
Contato:(75) 9 8834-6881
Bahia Saúde

Governo da Bahia anuncia abertura de mais 100 leitos para Covid-19 no Hospital Riverside

A gestão da unidade será feita por uma organização social, que já está em fase de contratação, e a expectativa é que a reabertura ocorra no prazo de 15 dias.

04/03/2021 17h30 Atualizada há 3 meses
Por: Itaberaba em Foco Fonte: Secom Bahia - (Luana Marinho)

O governador Rui Costa anunciou por meio das redes sociais, na tarde desta quinta-feira (4), a abertura de 100 novos leitos clínicos no Hospital Riverside, em Lauro de Freitas, para atender pacientes com diagnóstico da Covid-19. A reativação da unidade é mais um esforço do Governo do Estado para evitar o colapso no sistema de saúde baiano. A gestão da unidade será feita por uma organização social, que já está em fase de contratação, e a expectativa é que a reabertura ocorra no prazo de 15 dias.

Na publicação, o governador ressaltou que a reabertura dos leitos não é a solução para o combate à pandemia. “Determinei a abertura de outros 100 leitos clínicos no antigo Hotel Riverside. O que precisamos lembrar é que abrir leitos de UTI não combate a pandemia. Ajuda a conter os danos. Os trabalhadores da saúde estão no limite, incansáveis na missão de salvar vidas”, publicou Rui.

O antigo hotel funcionou como unidade de retaguarda entre abril e setembro de 2020. Para a reativação, a unidade está passando por serviços de manutenção, como recomposição da rede de gases e cabos internos, revisão hidráulica-sanitária, instalação de condicionadores de ar e limpeza.

O governador ainda lembrou que o Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova voltou a funcionar para pacientes com Covid-19 nesta quinta-feira (4). A unidade tem capacidade para 200 leitos, que serão abertos de forma gradativa nos próximos dias. Também foram abertos 20 leitos de UTI no Hospital Alayde Costa, no Subúrbio Ferroviário, na última quarta-feira (3).

A ampliação do atendimento inclui mais 100 leitos no Hospital Metropolitano, em Lauro de Freitas. A licitação emergencial para definir a organização social que irá gerir a unidade já teve o processo iniciado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.