Sexta, 18 de Junho de 2021 02:52
Contato:(75) 9 8834-6881
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Lira: Precisamos de um programa social permanente, mais amplo e dentro do teto

Presidente da Câmara avalia que até o fim deste ano poderá ser aprovado um novo programa social

07/06/2021 14h17
Por: Itaberaba em Foco Fonte: Agência Câmara de Notícias
Lira: “Nosso problema não é financeiro, o problema é orçamentário” - (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
Lira: “Nosso problema não é financeiro, o problema é orçamentário” - (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), cobrou um programa social novo mais amplo que o Bolsa Família, mais inclusivo, e que respeite as regras fiscais do teto de gastos. Lira afirmou ser contrário à postergação do auxílio emergencial e disse esperar que, antes do fim do prazo para o fim do acesso ao benefício, previsto para julho, seja aprovado um novo programa de renda para os brasileiros mais vulneráveis.

Lira avalia que o auxílio poderá ser pago até agosto e que, depois desse prazo, é preciso pensar um novo programa para já entrar em funcionamento ainda neste ano. Ele participou de evento promovido pelo Bradesco nesta segunda-feira (7).

“Que seja um programa que venha com a inclusão social, no programa novo você poderia fazer com que o cidadão que almeje melhorar a renda, se entrar no mercado de trabalho e depois perder o emprego, possa voltar ao programa [o que não acontece no atual Bolsa Família]. Acredito que tenhamos condições de votar antes do final do auxílio [emergencial]”, disse Lira.

O presidente ressaltou que o valor desse novo benefício deve levar em consideração o teto de gastos. Lira afirmou que o País dispõe de recursos, mas é necessário encontrar espaço no Orçamento da União para o programa.

“Nosso problema não é financeiro, o problema é orçamentário”, ponderou o deputado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.